RISCOS ELÉTRICOS NA SUA EMPRESA

Hoje em dia, os equipamentos de trabalho necessitam de energia elétrica para o seu funcionamento. Neste sentido a utilização de eletricidade muitas vezes é negligenciado, e poderá causar  danos não só patrimoniais, como também podem ser fatais.

Existem inúmeros acidentes elétricos , e na maioria dos casos estão relacionados com:

  • Desconhecimento ou falta de formação para lidar com os riscos elétricos;

  • Aparelhos e instalações em condições deficientes;

  • Subestimação dos riscos.

Os principais perigos elétricos resultam do contacto entre pessoas com a corrente elétrica. O contacto poderá ser de forma direta, ou indireta.

  • o contacto direto acontece quando o trabalhador entra em contacto com uma parte ativa de um circuito que está sob tensão. Como por exemplo quando o trabalhador fura uma parede e o berbequim atinge uma ligação elétrica;

  • o contacto indireto acontece quando o trabalhador entra em contacto com as partes metálicas sob tensão. Como por exemplo quando o trabalhador toca na cobertura metálica de uma máquina elétrica que tem deficiências no isolamento elétrico.

Para que estes acidentes não aconteçam a regra principal é a verificação das instalações elétricas.
Se tem equipamentos elétricos, na sua empresa deverá sempre verificar as instalações elétricas antes de iniciar o serviço na mesma. A verificação poderá ser apenas uma inspeção visual. No caso de existir alguma alteração e irregularidade esta deverá ser comunicada ao técnico certificado para realizar a manutenção das ligações elétricas. Nunca deverá iniciar o trabalho no equipamento sem a manutenção estar concluída.

 Nas operações de manutenção, de cariz mais técnico, devem ser verificados, de um modo geral, os seguintes aspetos:

  • Estado do isolamento dos condutores isolados ou cabos, e da bainha exterior destes, em especial dos cabos flexíveis;

  • Estado dos aparelhos de corte ou de comando;

  • Estado dos aparelhos de utilização, em especial dos móveis e portáteis;

  • Condições de arranque imediato das fontes de alimentação das instalações de emergência.

Para atividades onde existem muitos equipamentos elétricos deverá existir inspeções elétricas certificadas  com a seguinte periocidade:

  • 1 ano – casas de espetáculo e diversão em recinto fechado, locais com risco de incêndio ou com risco de explosão de estabelecimentos industriais e instalações provisórias;

  • 5 anos – estabelecimentos que recebem público e estabelecimentos industriais, não abrangidos pela alínea anterior, estabelecimentos agrícolas ou pecuários e locais afetos a serviços técnicos;

  • 10 anos – outros locais.

Se a sua empresa tem um elevado número de equipamentos elétrico não se esqueça de realizar manutenções e inspeções regulares às ligações elétricas. Não faça parte dos números de sinistralidade por riscos elétricos.

A prevenção é a solução.

Joana Fernandes
Engª Ambiente e Técnica Sup. HST
Partilhar :

Comments are closed.