O DILEMA DO ÁLCOOL NAS EMPRESAS

O álcool nas empresas é um dilema atual, ainda considerado um tabu. Pois trata-se de um assunto que existe, mas é pouco divulgado e por vezes difícil de provar ou mesmo de detetar. Isto porque, as empresas na maior parte das vezes, não possuem procedimentos adequados para tomar diligências nesse sentido, a questão aqui é que por vezes não existe conhecimento suficiente para resolver este tipo de situações que se tornam bastante delicadas quer para a empresa quer para o trabalhador.

É importante salientar que o uso excessivo do álcool tem normalmente uma origem, podendo esta ser proveniente de questões relacionadas com a hereditariedade; características individuais; fatores sociais e económicos; fatores ambientais e laborais ou mesmo a acessibilidade a bebidas alcoólicas.

O consume excessivo do álcool afeta o sistema nervoso central, estimulando-o, deprimindo-o ou interferindo de outra forma no seu funcionamento.

As consequências do consumo, podem ser variadas, desde:

  • Perda de produtividade e baixo desempenho;

  • Atrasos e incumprimento de horários;

  • Insegurança e acidentes nos locais de trabalho;

  • Consequências negativas no espírito de equipa e nas relações interpessoais;

  • Problemas disciplinares e comportamentais;

  • Desprestígio da imagem da empresa e das relações externas.

A boa noticia é que as empresas podem aplicar medidas de controlo do álcool e outras substâncias, desde que exista um Regulamento Interno que preveja essas situações, assim como, ações de sensibilização e formação adequada. A informação e a formação nunca é demais e é necessária para a mudança de mentalidades.

Tendo em conta que o processo é delicado e envolve vários intervenientes, acima de tudo é necessário prevenir estas situações, mesmo que a empresa não sofra desse problema. Portanto, o ideal é que a empresa esteja preparada para evitar que estas situações o apanhem de surpresa.

A empresa só possui vantagens quando está preparada para situações como estas, pois passa a existir um maior comprometimento dos trabalhadores, das chefias e dos empregadores; melhoria da imagem; assunção da responsabilidade social (no mercado e na comunidade); redução de custos relacionados com a saúde e a segurança; aumento da produtividade; redução do número de acidentes no trabalho e redução do absentismo.

 Agir antes de reagir é a solução! 

A SEA, pode ajudá-lo a criar um procedimento de prevenção e/ou resolução. Não deixe que o problema surja sem estar preparado para o contornar. Tudo se torna mais fácil quando estamos preparados. Lembre-se que estas situações são bastante complexas e delicadas. Estamos a falar de pessoas, pessoas estas que estão a trabalhar e que as consequências podem ser nefastas, quer ao nível pessoal como ao nível profissional.

Contacte-nos para o ajudar a criar procedimentos específicos para resolver ou prevenir o consumo de álcool ou qualquer outro tipo de substâncias psicoativas.

Estamos aqui para o ajudar e para crescermos juntos.

 

Fernanda Machado
Psicóloga Organizacional
Partilhar :

Comments are closed.